29 de mar de 2011

Nothing more than friends (Cap 6)

Não me matem *abaixa* Tive uns probleminhas e não consegui postar antes =/ Bem algumas pessoas estão lendo, poucas, mas ainda sim elas são importantes pra mim, essa não é a primeira fic que eu escrevo, mas é a primeira que eu resolvi postar motivada pela Emily, é a @Lili_Pattinson aquela linda. Obrigada pelos comentários, vou me esforçar ao máximo pra retribuir :) Chega de papo, o cap hoje é bem curtinho, mas amanhã tem dois caps para recompensar, boa leitura :)

No cap anterior...

- Não entendo pra que tanto ciúmes você sabe que não precisa...
- É PORQUE EU TE AMO

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Pov Bella

- É PORQUE EU TE AMO – ele gritou e imediatamente eu me calei, absorvendo o sentido daquelas palavras – É porque eu te amo e não suporto te ver com outro, porque eu tenho medo de te perder, porque eu te quero ao meu lado, quero que esse noivado não seja de brincadeira, eu quero ser o seu marido, quero casar com você, quero cuidar de você, te proteger, acordar ao seu lado, eu não quero ser somente o seu melhor amigo porra! Eu não agüento mais estar ao seu lado sem te tocar, sem sentir o seu perfume, eu te amo tanto que chega a doer, e não é de agora, desde daquele momento em que eu pus meus olhos em você eu sabia que a queria – ele respirou fundo – Eu sei que você jamais vai sentir isso por mim, mas eu serei o seu melhor amigo, apenas pra estar ao seu lado e te ver feliz e...
- Cala a boca – murmurei jogando meus braços em seu pescoço nos jogando na areia – você fala demais Cullen – ataquei seus lábios num beijo desesperado, como se precisasse daquilo pra viver, de fato eu precisava, ele me amava. Ele me queria desde sempre, do mesmo jeito que eu o queria, era só o medo que nos separava e esse medo não existia mais, agora era só certeza. Ele me beijou com adoração, toda a vontade de dias veio à tona, seu gosto doce me invadia, nossas línguas travavam uma batalha só nossa, um movimento doce e apaixonado, ele era meu de todas as formas possíveis – Não sabe por quanto tempo eu esperei isso – sussurrei em meio ao beijo – Você não sabe quantas noites eu fiquei sem dormir pensando em você
- Como? – ele perguntou confuso segurando meu rosto – você quer dizer que somos dois idiotas?
- Exatamente – ri – eu só tinha medo de que você me considerasse uma amiga, não podia te forçar a nada Ed, eu queria te ver feliz e você é tão perfeito, porque repararia justo em mim, uma pessoa tão comum e...
- Quem está falando demais agora? – ele me calou com outro beijo, dessa vez mais lento e demorado – Você é uma idiota
- E você é um babaca – pulei em seu colo – O meu babaca


Uma semana depois...
- Bom dia meu amor – Edward sussurrou depositando um beijo cálido em meus lábios, tem coisa melhor que saber que ele é meu e que eu acordarei todos os dias da minha vida ao seu lado? Claro que não! – Hora de levantar
- Amor, só dois minutinhos – implorei no melhor estilo Alice
- Comigo não rola, levanta – Maldito. Levantei de cara feia e fiz questão de deixar claro que faria uma boa greve de sexo com ele por ter me acordado às sete e meia da manhã em pleno domingo, entrei no chuveiro ainda dormindo e encostei minha cabeça na parede, deixando a água quente relaxar meus músculos
- Bells, querida não foi minha intenção – Edward tentava argumentar na porta do banheiro, homens, faziam tudo por sexo – A culpa é de Alice
- E posso saber por que a culpa é dela? – murmurei de olhos fechados enxaguando todos os vestígios de shampoo, claro que eu não agüentaria uma greve de sexo, só estava metendo um medo básico e saudável nele, quem manda nessa joça sou eu
- Ela quer que você esteja lá em baixo, arrumada em 15 minutos, ou ela mesmo sobe, palavras dela – ele ergueu as mãos em sinal de rendição, engraçado, a dois segundos ele estava fora do banheiro e agora já está dentro do chuveiro comigo, certo.
- Edward Cullen, se acha que vai conseguir me convencer está enganado – avisei – e além do mas Alice está me esperando – sorri maliciosa e puxei minha toalha na tentativa fracassada de tentar sair do banheiro.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Por hoje é só. Eu sei foi curtinho, mas eu realmente tive uns problemas. Próximo cap. finalmente com uma, ou melhor, váaaaarias, lemons beward. Até mais :D
Beijo da nati :*

Entrevista do Rob para revista italiana

Robert Pattinson, a partir da saga de vampiros Crepúsculo, parece cansado, mas sorri porque ele está promovendo seu novo filme “Water for Elephants, e está pronto para conversar sobre tudo, mas Kristen Stewart, que todo mundo diz que é a namorada dele. Todos, exceto o fato de que ele não quer nem falar.

Q: Que sobre o novo filme Water for Elephants: apenas começando, a tela exibe um cartaz que diz que o personagem hir está esperando para começar a sua vida, no sentido de que, até agora não aconteceu nada importante. Você já teve essa sensação? Considere também o que foi o ponto de viragem na sua vida? R: Minha vida começou, quando eu ainda não atingiram um ponto de viragem, embora eu pareço ter cada dois anos. Deixe-me explicar: a cada dois – três anos, é como se minha vida teve um crescimento acelerado e cada vez que eu me pego pensando: agora o que vai acontecer? Então o que você espera que aconteça agora? Eu não sei. Eu acho que estou chegando ao fim de alguma coisa. Você está falando sobre sua vida privada ou do trabalho? de ambos. O trabalho afecta a vida privada, e dizemos que todos os três filmes é como se mudar e se tornar algo mais.

Agora o que você gostaria de fazer? Gostaria de ter mais voz “nos trabalhos preparatórios de um filme. O próximo que eu vou atirar, depois de terminar a série “Crepúsculo” será Cosmopolis com David Cronenberg: Eu acho que vai ser divertido e vai ser algo completamente diferente da saga Crepúsculo. E então, depois de virar Cosmopolis, acho que vou trabalhar em algum projeto que eu vou começar do zero. Já tenho algumas idéias em mente.

Você está falando de música? Você ainda quer ser músico? Sim, mesmo se não forem som mais ‘por algum tempo. Quer dizer, eu não jogo mais “a cada dia. Por exemplo, há algum tempo atrás eu estava em Nova Orleans e eu comecei a tocar piano com um grupo local. Foi divertido, eu me perguntava: Por que eu parei de tocar piano? . Ela foi incrível, eu gostei muito. No entanto, para me dedicar à música, acho que deve deixar tudo o que eu estou fazendo agora, tirar seis meses apenas para jogar e “pegue minha mão” com a guitarra e piano.Neste momento da minha carreira, no entanto, eu não posso dar ao luxo de fazer isso. Na verdade, agora você está apenas focada em sua carreira de ator: o que parece ser o cara que hoje cria mais ‘batticuori ao redor do mundo? O amor das mulheres de todas as idades, não apenas adolescentes.Eu não posso explicar como me sinto. Sim, com certeza é bom, mas realmente espero que todo esse amor depende de mim e do meu trabalho e não a imaginação do público que se derrama sobre mim. Espero agradar a como elas são e não o público a imagem que eu sou ou o que consideram ser os seus olhos. Fico feliz por esse amor e tudo o que posso fazer para agradecer a todos que me ama muito é fazer bem o meu trabalho e espero que os meus filmes para serem apreciados. Eu não sei de que outra forma de agradecer ao meu público.

Você parece muito modesto. No entanto, quando você olha no espelho, você deve perceber que você é muito bonito e amado por essa razão … Sim, eu percebo. Mas é engraçado porque, antes de Twilight eu nunca ter jogado o cara bonito. Então, depois de Twilight, tudo mudou e é estranho porque, de repente, todos começaram a olhar de forma diferente.
Eu li que uma vez que fui jantar com um fã, é verdade ou é apenas um boato inventado? É verdade, aconteceu em Espanha. Mas antes de Crepúsculo. A menina era um fã de Harry Potter e tinha me reconhecido: Phoenix (Harry Potter e O Cálice de Fogo). I Harry Potter e A Ordem da era.
Em que cidade da Espanha? Barcelona, ??onde eu estava filmando Little Ashes. Eu estava filmando na cidade catalã, e esta menina estava sempre esperando por mim fora do meu apartamento e sempre pedia um autógrafo. Todo dia. Eu não conheço ninguém em Barcelona, ??e ela podia falar Inglês e parecia uma pessoa normal. Uma noite, enquanto eu estava saindo para jantar sozinho, como sempre fiz, ela estava lá, como sempre fora do meu apartamento, então eu perguntei: “Você quer jantar comigo?”. Jantamos .. e depois voltou para esperar mais! Ela me levou para jantar no ‘seus pais restaurante pagar “a conta. Parabéns! Mude de assunto: como você relaxar quando não está trabalhando? eu não relaxar, não consigo. Embora seja patético dizer isso, quero planejar uma viagem de avião só para ter o tempo para poder dormir. Mas o que você faz quando não está trabalhando? Como é seu dia perfeito? Quando não está trabalhando eu passar o tempo sentado e eu sou terrivelmente chato. Eu tento assistir a um filme, mas a minha concentração é muito curto, por isso depois de vinte minutos eu me distraio e começar a jogar videogame no meu Iphone. É o jogo do sa que não requer concentração, só para rolar uma bola pequena. Eu posso ficar sentado e engajados neste jogo de dezesseis horas de cada vez!
É quase como a meditação …. Sim! E é tudo que eu faço em meus dias de folga: eu sentar, jogar e me sinto mais e mais “frustrado!
Você tem uma vida muito estressante? E se assim for, é para relaxar do estresse de fazer este jogo?Mais do que sublinhar, estou sempre cansada. Ele ‘sa sensação estranha de se sentir sempre cansado, sempre cansado. Gostaria de estar em paz, mas você não pode descansar mesmo, É como se eu continuar correndo, mesmo quando eles estão parados.
Poderia fazer para obter um melhor desporto. Vá para o ginásio ou trem em alguma outra forma?Infelizmente eu tive que treinar no início de filmagens de Breaking Dawn, o último filme da saga de Crepúsculo.Eu não queria, mas eu tinha que fazer porque eu tinha que filmar muitas cenas sem camisa e ele me perseguiu: eu não ficar mal. Então eu comecei a comer saudável, fazendo um monte de ginástica e ciclismo. Passei um monte de ginásio e depois, assim que eu terminar de gravar a cena sem a minha camisa eu parei. Espero que agora, nevr tem que exercitar e comer todos os sanduíches Pretzel eu quero!
Você tem um cachorro? Como é lidar com todo o movimento constante? Eu não tenho idéia ainda, já que eu levei alguns dias. É híbrida sa, eu tirei isso de um abrigo onde ele estava para ser morto. Eu vi e que tenho. Eu não quero morrer. Eu ainda não tenham dado um nome ainda. Quando eu era adolescente, eu tinha um cachorro por anos e foi muito relaxante para sempre. E agora meu prazer de ter o meu novo cão sempre comigo é como uma tábua de salvação.
Você se sente sem-abrigo, porque você sempre tem de viajar? muito, e isso é uma coisa estranha.Quando estou sobrecarregado pelo trabalho, eu não acho, eu rolo para a frente. Eu vou para casa, definir o alarme, eu durmo, eu acordar e ir trabalhar. Não importa onde eu estou. Eu poderia estar na “minha” Londres, mas ainda seria o mesmo onde eu estou.
O que você sente falta da Inglaterra, quando você estiver nos Estados Unidos ou em outros países? Os jornais diários. Eu ainda prefiro os ingleses. Mas, na verdade eu sinto falta das páginas esportivas dos jornais.

21 de mar de 2011

Rob fala sobre ser abocanhado por um elefante

Screencap da elefanta Thai segurando Robert, em Water For Elephants


Durante a entrevista ao Jay Leno Show, ele relatou a experiência de conviver com elefantes, além de ser abocanhado por um deles no set de filmagens. Pattinson disse que na primeira vez que viu um elefante tailandês logo pensou que a boca dele parecia um bom lugar para se estar.
Ele tinha os lábios enormes e seus dentes eram todos na parte de trás, de modo que ele só me carregaria ao redor de sua boca”, disse o ator.

Sara Gruen já assistiu ‘Water for Elephants’!

Sara Gruen, escritora do livro ‘Water for Elephants’, já teve o prazer de assistir o filme e pelo visto gostou:
 
Sara Gruen assistiu a uma exibição do filme e  ela “amou” e está “sem palavras” – estamos insistindo por mais detalhes, mas não esperem demais.
 

Rob desmente Justin em entrevista para a MTV


Em entrevista Justin Bieber disse que Robert Pattinson tinha dado dicas a ele de como chegar nas garotas por causa de seu famoso cabelo. Pois bem,  Robert Pattinson disse pra todo mundo que a história não passava de uma mentira de JB.  Que coisa mais feia Justin
 
"Eu nunca o conheci. Quando eu vi ele dizendo isso pensei: 'Você já é muito famoso, cara. O que você está fazendo? Não precisa me usar para inventar histórias'", disse Rob em entrevista à MTV quando indagado sobre a história.

Ok, em quem acreditar? ROB CLARO. Oi?

Kristen e Robert estarão no casamento de Reese Witherspoon ?

A co-estrela de Robert em Water For Elefants, Reese Witherspoon está com a data do casamento marcada. O site HollywoodLife publicou um artigo sobre a hipótese de Robert e Kristen estarem presentes na comemoração. Confira:
Reese, co-estrela de Rob em Water For Elephants’, está com a data de casamento marcada, será que ele e sua amada Kristen estará na cerimônia? Uma das mulheres mais populares em Hollywood, Reese Witherspoon, está se preparando pra subir no altar e se casar com seu namorado de um ano e meio, Jim Toth, em 26 de março – mas a lista de convidados é sigilosa! Então, dada a popularidade e relacionamentos passados de Reese, a HollywooLife deu um olhada em apenas algumas estrelas que poderiam dá uma passadinha lá – como o par de Reese em ‘Water For Elephants’, Robert Pattinson, e sua namorada, Kristen Stewart! Possíveis Convidados:-Kristen Stewart e Robert Pattinson: Reese e Rob são parceiros no próximo filme ‘Water For Elephants’, e ela fez questão de dizer o quanto gosta de seu mais novo amigo Rob! Será que Robsten irá comparecer?

Novo outtake e entrevista a lá Rob para a Elle Russa

 
Resumidamente de “Twilight” á “Water for Elephants”, o vampiro mais charmoso do mundo, Robert Pattinson conversou com Galina Galkina.
 
- Dizem que você concordou em participar do filme “Water for Elephants” somente depois de conhecer sua parceira de cena – Tai, a elefanta. Como ela conquistou você?

Rob: O seu treinador me perguntou: “Quer ver que truques que ela pode fazer?” Acontece que o Tai pode fazer uma paródia de um cavalo e até de uma galinha! Quando o treinador pediu a ela para mostrar um cavalo, ela fez o som de “Frrr!”. Como você pode conseguir um elefante para fazer isso? Ela sabe como jogar bola e pode até mesmo fazer ficar de pé nas patas dianteiras. E eu pensei: “Esse é um animal incrível! Eu tive muita sorte que fui convidado para estar em um filme com ela!”
- Você tem animais de estimação?
Rob: Há 18 anos eu tinha um cachorro. Ela morreu há dois anos. Agora eu tenho um outro cão. Comprei há dois, não, três dias atrás.
- Sério? Qual é a raça?
Rob: É um cachorrinho vira-lata comum. Eu o peguei de um abrigo de animais, ele deveria ter sido colocado para dormir hoje. E agora ele vai ser o meu cão.
- Quantos anos ele tem? Ele chora à noite?
Rob: Seis meses. Não, ele bem quieto. Ele não faz som nenhum. Isto é muito estranho (risos)
- Quem você quer ser quando você era criança?
Rob: Quando eu era novo, sonhava em me tornar um pianista, mas depois me interessei em política e decidi que isso era o meu futuro. E eu decidi ser ator depois de tudo (risos)
- Existe um talento que você gostaria de ter?
Rob: Eu gostaria de saber dançar. Eu sou muito ruim na dança.
- Qual foi o apelido que você tinha quando criança?
Rob: Não tinha. Todos me chamavam pelo meu nome só.
- Reese admitiu que era muito sortuda por ter que te beijar. Como alguém pode seduzi-lo na vida real?
Rob: Eu acho que se uma garota é inteligente, talentoso e ambicioso, então ela tem uma chance. (risos) Eu sempre gostei disso.
- Você se considera bonito?
Rob: Eu não me considero particularmente bonito! (Risos)
- Pode se descrever em três palavras?
Rob: Oh Deus! (Risos) Bem, eu não sei. Sim! Eu não sei. São três palavras.(risos)
- Alguma vez você já saiu com várias garotas ao mesmo tempo?
Rob: Na vida real?
- Sim, na vida real.
Rob: Não, eu acho que não.
- Muitas pessoas têm medo do circo. Você tem uma fobia? O que você tem medo?
Rob: De me afogar. Eu não aguento ficar debaixo d’água
- Você sabe nadar?
Rob: (Risos) Eu sou muito ruim nisso. E eu não gostaria de aprender a fazer isso melhor.
- Entre as filmagens de “Twilight” e “Water for Elephants” você teve que mudar sua cor do cabelo – por si mesmo. Você está pronto para outras experiências?
Rob: Eu realmente gostaria de interpretar um homem muito gordo. Eu gostaria de ficar gordo por algum tipo de papel. Isso é tão legal! (Risos) Mas, ao mesmo tempo tenho medo que depois eu não consiga perder peso e ficar gordo para o resto da minha vida.
- E você já teve que fazer dieta?
Rob: Sim (risos) é terrível. Vou precisar de uma dieta logo porque eu tenho que aparecer sem camisa em uma cena. (risos)
- Ouvi dizer que você fez o filho de Reese Witherspoon em “Vanity Fair”?
Rob: Sim, foi meu primeiro papel.
- Que interessante! E agora você está fazendo o seu amante. A este ritmo em breve ela vai interpretar a sua filha!
Rob: (risos) E eu sou – a mãe dela!
- Reese disse que riu muito no set. Quando você estava rindo pela última vez?
Rob: Eu estava filmando o último filme “Twilight” e eu tive que lutar com outro personagem. Ele ainda está diante de meus olhos, o quão engraçado ele fez um movimento (tenta mostrar isso, sentado em uma cadeira). Charlie Bewley tinha um manto enorme, e ele precisava de tempo para jogar todo esse manto fora. Quando eu falo, não me parece engraçado, mas se você visse como aconteceu, você iria rir bastante também.
- E quando você estava lutando pela última vez, não em um filme?
Rob: Eu tinha provavelmente 20 ou 21 anos. Foi muito estranho (risos). Um cara me abordou e tentou me roubar enquanto eu estava com meus cinco amigos. Eu disse a ele: “O que você está fazendo?” (Risos) então, foi uma luta pequeninha. Nós batemos um no outro apenas por uma vez. Isso é tudo.
- No início do filme “Water for Elephants” Jacob tem 90 anos de idade, ele vive em um lar de idosos. O que você acha que estará fazendo em não, digamos, daqui a setenta anos, mas pelo menos 30 anos?
Rob: Em 30 anos eu terei 54. Eu não tenho idéia.
- Sim, quando você é jovem o tempo passa tão depressa. Mas há uma série de boatos sobre o fim do mundo. O que você acha sobre isso?
Rob: Eu gostaria de pensar que a ameaça real do fim do mundo vai aparecer quando eu ainda estarei vivo, e então todos nós vamos ter que nos mudar para outro planeta (risos). Eu realmente quero viver em outro planeta. Mas, na realidade, isso não necessariamente tem que ser o fim do mundo, então espero que tudo isso não aconteça.
- Sempre há rumores sobre você ter um romance com Kristen Stewart, Reese Witherspoon, Emma Watson. Os rumores sobre um romance com qual atriz ou cantora você acharia legal de ouvir?
Rob: Hmm… Não há nada de bom sobre esses rumores (risos). Estou tentando me lembrar alguém interessante, mas ninguém vem à mente. Talvez alguém, como… Não, nada me vem à mente. Sinto muito.
 

NOVA/VELHA FOTO DE ROB E NIKKI COM A IRMÃ DE ANGARANO

Rob fala sobre os rumores de namoro com Kristen em entrevista recente


Robert Pattinson, em sua recente entrevista à revista Elle da Rússia, falou sobre os rumores em torno de sua vida amorosa, incluindo seu suposto namoro com Kristen.
Sempre há rumores sobre você estar tendo um romance com Kristen Stewart, Reese Witherspoon, Emma Watson. Qual rumores sobre os romances com atrizes ou cantoras seriam bons de ouvir?
Rob: Hmm .. Não há nada de bom nesses rumores. Estou tentando lembrar de alguém interessante, mas não lembro de ninguém. Talvez alguém como .. Não, não lembro de ninguém. Desculpe

Alex Meraz twitta uma foto do set de BD

20 de mar de 2011

Nothing more than friends ( Caps. 4 e 5)

Hei, aqui estou eu de novo :) Vou tentar postar dois capítulos por vez, dia sim e dia não. Até lá em baixo.

EPOV

Bella subiu em silêncio ao meu lado, desde daquele dia no quarto evitávamos qualquer tipo de contato, ela estava mais distante, ainda falava comigo somente o essencial, eu estava resistindo às tentações de tocá-la ou dizer o quanto a amava, no fundo eu estava magoado, mas amar nunca foi uma coisa fácil, ainda mais quando se ama sua melhor amiga, aquela que cresceu com você, que chorou no seu ombro a primeira desilusão amorosa, que te deu o primeiro beijo, que passou todas as aventuras e idiotices da sua adolescência naquela cidade minúscula, ela pertencia a mim de uma forma que nenhuma garota pertenceria, talvez ela também tivesse que sentir que eu pertencia a ela para que desse certo, ai sim seria o suficiente para que ficássemos juntos
- Hei que cara é essa? – ela perguntou me tirando do transe, estava sentada na cama já com seu pijama azul e os cabelos numa trança bagunçada, ela era a mulher mais linda que eu já tinha visto, sem duvida alguma
- Estava apenas pensando – sorri – Bells não precisamos parar de nos falar por causa do que aconteceu, essa distancia e frieza sua estão me matando
- Desculpe, eu estava confusa – disse tímida – maaas vamos esquecer isso, você ainda é o meu preferido – ri e a abracei, como era bom sentir seu toque delicado, seu calor, seu perfume delicioso de morangos – pronto para amanhã?
- O que vamos fazer amanhã? – perguntei com cara de paisagem, já estava acostumado a ser o ultimo a saber das coisas
- Vamos à praia – sorriu – você vai não é?
- Claro, não vou deixar você sozinha na mão de Alice e Emm, é desesperador – ela gargalhou alto e se deitou ao meu lado
- Ok Cullen, muito obrigada pela preocupação – sorriu cínica – Boa noite Ed
- Boa noite amor – sussurrei beijando seus cabelos e deixando que a inconsciência me dominasse


Alice era um porre. Nos fez acordar seis horas da manhã para carregar bolsas e coisas que ela julgava essenciais para um passeio na praia, estava a ponto de pegá-la pelos cabelos e arremessar no mar, mas ela me mataria caso fizesse, a praia de La push estava praticamente vazia, felizmente fazia sol e pudemos aproveitar um pouco, as garotas estavam deitadas na areia aproveitando para pegar um bronze, Bella estava linda com um biquíni extremamente tentador preto que contrastava com sua pele clara, conversava animadamente com Alice e Rose, Emm, Jazz e eu jogávamos bola perto de onde elas estavam pra garantir que nenhum marmanjo chegasse perto
- Emmett idiota – Jazz xingou enquanto Emm continuava jogando água nele, eu preferia cuidar de 10 crianças sozinho a ter que agüentar os dois
- Melhor me respeitar se não eu não deixo você se aproximar da Alice mano – Jazz imediatamente calou a boca me fazendo gargalhar
- Mas é um frouxo mesmo – debochei e Emm riu, mas logo calou-se, mal sinal
- Quem ta afim de descer o sarrafo em três marmanjos? – perguntou olhando furioso para o ponto da praia em que as garotas estavam
- Quanta violência Emm, por que espancaríamos alguém aqui? – Jazz, pobre coitado
- Porque “alguém” está dando em cima da minha noiva, da namorada do Emm e da sua futura sabe se lá o que, eu vou matar aquele cara – sibilei – quem ele pensa que é pra olhar a Bella daquele jeito? – andei em passos firmes junto com Emm e Jazz que já não era tão compreensivo agora

Cap. 5

Pov Bella

- Alice já sabemos o quanto você é caidinha pelo meu irmão – Rose riu enquanto Alice fitava embasbacada Jazz jogando com os garotos
- E olha que isso não é de hoje – completei
- Isso é nóia de vocês, Jazz é somente meu amigo – sorriu amarelo, ela acha que me engana com essa cara, doce ilusão
- Emm que me perdoe, mas quem são os três delicias que estão vindo ali? – Rose apontou para um grupo de garotos que andavam em nossa direção, wow como diria Emm abriram as portas do céu, Edward que não me ouça, todos os três eram morenos, altos, forte e tinham sorrisos lindos, porra eu quero voltar a morar em Forks, a situação aqui ta boa
- Eles me parecem beeeem familiares – Alice sussurrou quando eles pararam na nossa frente, tampando totalmente o sol, de perto a visão era ainda melhor
- Não acredito que vocês não se lembram da gente – OMG
- Jake? – gritei – Aaaah Jacob seu idiota – ele riu e me deu um mega abraço, fazia tempos que eu não via Jake, pra ser mais exata fazia uns cinco anos, mas quando foi que ele ficou tão... Gostoso?
- Seth você ta um gato – ouvi Alice sussurrando e ele riu, é claro que estariam ali juntos, Jacob, Seth e Paul eram inseparáveis, talvez a versão masculina de Alice, Rose e eu
- Rose talvez possamos voltar as antigas – Paul disse divertido, Rose riu e lhe deu um tapa, num passado beeeem distante eles tiveram um namorico, namoro esse que Emm tratou de botar um fim, ele seduziu Rose de todas as formas, até dancinha sensual no meio de uma boate rolou, enfim
- Hei Bells, ta uma gata – Seth comentou – E quem é o cara que fisgou seu coração? – apontou pra minha aliança super discreta
- Eu – Edward disse bravo, me puxando para o seu lado pela cintura, Ed, Emm e Jazz tinham uma rixa adolescente com o pessoal de La push, pelo visto isso não foi algo que amadureceu entre eles, Jacob olhou furioso para Edward, ele devolveu o olhar com um sorriso cínico nos lábios, aquele do tipo “viu só? Ela é minha”
- Vocês não vão começar com a graça não é mesmo? – Rose sibilou, Emm mantinha a mesma postura que Edward, só Jazz não estava segurando Alice, mas o modo que ele fitava Seth era igual ou pior que o dos meninos – Estamos num local público, ao menos finjam que são maduros
- Relaxa querida – Paul disse divertido sem se importar com Emm praticamente tremendo ao nosso lado, se os dois começassem a brigar sem dúvida Paul sairia aleijado
- Bella estou decepcionado com você, achei que escolheria algo melhor – Jake estava pedindo pra tomar uma surra
- Algo melhor tipo o que Black? Você? – Edward riu – Ah faça-me o favor, você é hilário
- Curta enquanto pode Cullen – ele riu cínico – Assim como eu peguei todas as suas outras namoradas eu posso pegar essa – Edward avançou pra cima dele, o segurei ao meu lado com força o advertindo com o olhar
- Não amor – sussurrei e ele parou, Jake era meu amigo, mas ele já tinha ido longe demais
- Eu só não vou socar essa sua cara porque ela está me pedindo – sibilou – Bella não é qualquer uma seu idiota, você pode até ter feito tudo o que fez com outras garotas, mas ela não é uma simples garota e não é somente uma namoradinha, ela é MINHA NOIVA e eu não vou deixar que chegue perto dela, da próxima vez eu não respondo por meus atos e nem o papa vai me impedir de te deixar banguela – Jacob riu alto debochando
- Veremos Edward – riu de novo
- Jacob, Seth, Paul, é melhor irem já chega – Alice botou fim na conversa – foi bom ver vocês
- Tchau garotas, nos vemos depois – Seth piscou e saiu de vista arrastando os garotos com si
- Filho da puta! – Emm gritou chutando areia pra tudo quanto é lado – Eu vou matar aquele indiozinho metido a bombado
- Ursão você sabe que eu só tenho olhos pra você – Rose acariciou seu rosto e eles começaram a se pegar na areia, dá pra acreditar que isso é uma briga?
- Eu quero pedir uma coisa – Jazz traiu a atenção de todos – Alice Brandon quer namora comigo?
- AAAAA – Alice gritou pulando no colo dele e lhe tascando um beijo, e o romantismo? Flores? Um jantar a luz de velas? O primeiro beijo? Cacete onde estão os homens que vão a encontros e só depois de quase um mês resolvem pedir a garota em namoro? Jazz se superou nessa, surpreendeu a todos – ACHEI QUE NUNCA IRIA PEDIR
- Isso é nóia de vocês, Jazz é somente meu amigo – repeti imitando sua voz fininha – pra cima de mim Alice?
- Cala a boca – ela resmungou o agarrando, ri, eles sempre se gostaram nada mais justo que estarem juntos, o que me fez lembrar de Edward. Ele observava a cena como se quisesse estar passando pela mesma coisa, estranho
- Hei estamos sobrando – sussurrei e ele sorriu fraco – Ed você não vai ficar assim por causa do Jacob não é?
- Você não entende, Jacob me odeia e acredite o sentimento é recíproco, ele sempre ficou me rondando, deu um jeito de conseguir todas as minhas namoradas, mas eu não vou deixar ele tirar você de mim, não agora que eu estou do seu lado – ele disparou a falar, eu estava confusa. Que papo é esse de “agora que estou do seu lado” – ele não vai conseguir tomar o meu lugar, eu que devo cuidar de você, te mimar e não ele
- Edward pelo amor de Deus, não precisa ficar assim – tentei em vão acalmá-lo – pra que todo esse ataque?
- Ataque? Será que você não entende Bella? – seus olhos tinham um desespero que jamais eu havia visto
- Não entendo pra que tanto ciúmes você sabe que não precisa...
- É PORQUE EU TE AMO

E aí? O que foi essa revelação do Ed hein? Terça feira tem mais :D
Beijos da Nati :* @RStewAlways

18 de mar de 2011

Nothing more than friends

Atendendo a pedidos, vou colocar aqui os três primeiros capítulos de Nothing More Than Friends, se gostarem eu continuo :D Vejo vocês lá em baixo...

Nothing more than friends

BPOV


- Já mandei parar com a nóia Bella – Alice resmungou enquanto eu andava em círculos em volta do sofá do nosso apartamento, fácil pra ela falar – Porra Bella ta parecendo uma barata tonta
- É porque não foi você que disse que ia casar sem ao menos noivo ter
- Quando eu digo que você é muuuuuito idiota... – às vezes me bate aquela vontade de enforcar Alice com um cadarço e depois mandar ela picadinha num embrulho pro viado do Edward, ok sem estresse vocês não devem estar entendendo o motivo do meu desespero. Muito Bem, simples. Meus pais e toda a minha família acham que uma moça de 22 anos não pode ficar sozinha, eu estou no meu terceiro ano em medicina e moro em LA com Edward e Alice, Edward está fazendo advocacia e Alice moda, até aí tudo bem, o problema é que há um ano minha mãe ligou dizendo que se eu não arrumasse um noivo ela mesma arrumaria o que eu fiz? Disse que já tinha um noivo e que não tinha dito antes, pois estava esperando o momento certo, só não disse quem era, ela acreditou, levei a história por um ano e enganei minha família inteira RÁ, maaaas como alegria de pobre dura pouco meus queridíssimos pais ligaram ontem pedindo que eu passasse as férias naquela cidade horrorosa chamada Forks e levasse meu noivo...
QUE NOIVO PORRA?                                                                                        
Agora entendem meu desespero?
- Eu quero morrer, senhor me leva – pedi desesperada, Alice gargalhou – vai rindo seu filhote de pequinês
- Olha o respeito – mostrei a língua – que tal um banho? Edward daqui a pouco chega com a pizza e você esquece todo esse lance de noivo imaginário – ela disse num tom de mistério, evitando acertar um vaso na cabeça dela fui tomar um banho, precisava relaxar e encontrar uma saída para os meus problemas, meu deus como eu posso ser tão idiota, como digo que tenho noivo se nunca pensei nisso, porra, eu podia dizer que ele não morava em LA... Não muito óbvio, eu podia dizer que ele tinha falecido... Não muito novela mexicana, eu podia dizer que ele era um cara muito ocupado e estava viajando...Não muito idiota, Eu podia dizer que...Porra eu podia dizer que meu noivo era o Edward!
RÁA eu sou um gênio! Só precisava implorar um pouco pro Edward aceitar esse lance e viajar comigo, na verdade eu o ameaçaria de morte caso não me ajudasse, eu sou um gênio. Saí do banheiro cantarolando e apenas de lingerie, sentei na beirada da cama pra passar meu creminho de morangos que Alice tinha me dado de presente
- Nossa que excitante – Edward disse divertido, soltei um gritinho jogando o pote de creme longe, ele riu levantando da cadeira próxima a janela
- Quer me matar do coração cabeça? – respirei fundo tentando me recuperar – porra eu podia ter morrido
- Que drama Bell, relaxa – revirei os olhos e tratei de procurar uma roupa, não ia ficar desfilando seminua para um idiota daqueles – pode ficar assim eu não me importo
- Gracinha – coloquei o vestido e amarrei os cabelos – o que você quer?
- A pizza está nos esperando, vim avisar – por falar em avisos... Sim aviso por que ele vai aceitar, querendo ou não
- Sabe Ed, meu amigo mais lindo
- Quanto? – ele me cortou na hora
- Não quero dinheiro babaca – revirei os olhos – quero um favor
- Porque eu sinto que vou me arrepender?
- Isso é um sim? – abri um lindo sorriso, a alegria dele acaba no momento que eu disser o que quero – preciso que você viaje comigo pra Forks...
- E precisava pedir? Estou louco pra ir ver minha mãe e...
- E finja que é meu noivo – sorri amarelo e ele paralisou
- COMO ASSIM?
- Shh não grita cabeça, é bem simples nos vamos juntinhos, fingimos que você é o meu lindíssimo noivo, depois voltamos e ninguém desconfiará – sorri para a minha brilhante explicação
- Bella eu não...
- Por favor? Pro favorzinho Ed, eu te amo tanto e veja pelo lado bom você pode me agarrar beijar e ainda dormir comigo para ser convincente – o sorriso dele se iluminou, puto safado – DORMIR Edward, não me fazer de objeto sexual
- Como quiser, gostei das condições
- Como você é puto – reclamei e ele sorriu sarcástico – Obrigada eu te amo tanto – ele sorriu e me abraçou
- Também te amo noivinha – lhe dei um estrondoso tapa – você vai precisar de um anel
- E como bom noivo quem vai gastar o dinheiro com isso é você – dito isso eu sai do quarto deixando o babaca lá, sinto muito se ele terá que gastar seu precioso dinheiro :D

Cap. 2

BPOV

As horas no avião com Edward foram terríveis, ele me estressou com tudo o que eu mais odiava e ainda ficou paquerando uma loira biscate no assento da frente, o mundo dá voltas Edward Cullen. Infelizmente ou felizmente Alice não podia vir nessa semana, ou seja, nossa primeira semana em Forks seria a dois, fora o mês inteiro que eu aquentaria com os dois, mas não vamos pensar na desgraça precipitadamente
- Uuu vamos pousar Bellinha – Edward balançou os braços como um retardado.
Deprimente.
- Sem viadagens Cullen – revirei os olhos e encostei-me ao seu ombro, Edward podia ser babaca, mas era meu melhor amigo e sabia a hora de ser carinhoso, a hora era essa, ele afagou meus cabelos e beijou minha testa, pra quem via achava que éramos um casal realmente apaixonado. Doce ilusão. Meu melhor amigo era um Deus grego, apesar de ter aquela cabeça enorme ele era lindo e nunca ligaria pra uma pessoa como eu, não posso negar que eu sinto uma atraçãozinha, pequeninha, beeem minúscula por ele, ok eu minto mal pra caramba.
- Terra chamando Bell, hora de se tornar minha noiva – Edward me tirou do transe, percebi que o avião já estava no chão, a comissária dava as ultimas recomendações pra desafivelar os cintos só quando a aeronave parasse totalmente – Bom isso é seu eu acho – ele abriu uma caixinha de veludo preta e de lá tirou um anel lindo, cravejado de diamantes, deslizou pelo meu dedo e beijou minha mão como um perfeito cavalheiro, meu coração se encheu com aquele pequeno gesto, que por mais que não fosse realidade ainda sim era lindo e me fazia perder a linha de raciocínio
- É lindo Ed, obrigada – sorri emocionada
- Tudo pra minha noiva linda, vamos lá Bell é hora de atuar – ri e entrelacei nossos dedos, andamos despreocupadamente pelo saguão do aeroporto, nossa família em peso estava lá, nossos amigos de infância e o irmão de Alice, hora de incorporar a moça noiva
- Queriiiiiiidaaaa – Renée gritou vindo me abraçar beijando toda a extensão do meu rosto – como eu senti sua falta bebê
- Eu também mãe – revirei os olhos – Papiiiiiiii – ok isso soou tão Alice, mas eu estava com tantas saudades do meu paizinho, relevem e finjam que não aconteceu
- Hey Bells, como está bonita garota – ele me abraçou, reprimi a vontade de pular no seu pescoço e nos jogar no chão, faria isso quando chegasse em casa – Edward garoto como você está bonito – mamãe sorriu enquanto Edward cumprimentava sua mãe, hahá tia Esme agora era minha sogrinha. Quem diria hein Bella, o cara que você cresceu junto, dormiu no mesmo quarto, deu seu primeiro beijo, se bem que Alice também tinha dado seu primeiro beijo com Edward, eu acho – então querida onde está seu noivo? E porque vocês deixaram Alice? Vocês três são unha e carne
-Meu noivo está bem aqui– sorri e puxei Edward, ele me abraçou por trás e repousou seu queixo em meu ombro
*SILÊNCIO*
- Alice ficou e só vem na semana que vem – Edward completou – Gente pelo Amor de Deus falem alguma coisa – ri
- Poxa eu estava com saudades da baixinha – Emm resmungou, ele era o irmão de Alice, dava pra entender o porquê ela era tão elétrica – Maaaas tipo assim vocês dois estão noivos mesmo?
- Arram – respondemos juntos – Poxa Rose pelo menos você deveria me apoiar
- Eu apoio – ela riu, Rose era nossa amiga de loooooonga data, seu irmão gêmeo, Jasper, tinha uma quedinha por Alice, uma queda não, um tombo enorme, diga-se de passagem – É só que é muita informação pra mim honey, vocês mal chegaram e já jogaram essa bomba pra cima de mim – rimos
- Mãe? Renée? Vocês estão me preocupando, de verdade – Edward passou a mão no rosto de nossas mães que explodiram num grito histérico, Carlisle e Charlie só observavam divertidos
- Eu não acredito Renée nossos filhos vão casar – Esme explodiu de felicidade, mas um pouco e ela dançaria a macarena pra comemorar
- Eu sempre disse a você Esme, esses dois se amam e nasceram um pro outro, nossos filhos vão se casar e nos dar netos e...
- Agora eu estou com medo – Edward sussurrou, num ato muito impensado levantei meus pés e lhe dei um selinho demorado, ele sorriu pra mim, um sorriso sincero que chegava aos seus olhos, onde eu estava com a cabeça?
- AAAAH QUE LINDO – nossas mães comemoravam que nem loucas do meio do saguão, soltei Edward e fui abraçar meus amigos enquanto minha mãe surtava, pulei enroscada no abraço da minha amiga absurdamente linda, Emm me girou no ar com seu abraço de urso e Jazz virou para que eu subisse em suas costas, como fazia quando éramos crianças, Rose pulou nas costas de Edward e Emm foi no meio segurando nossas mãos e dizendo besteiras, sem duvida era uma imagem cômica, cinco marmanjos andando que nem crianças no meio de um aeroporto, só faltava mesmo a nossa baixinha


- Eu não vou dormir agarrada com você Edward – alertei pela milésima vez o empurrando o máximo possível
- Você disse que eu podia – ele fez um biquinho fofo
- Na frente das pessoas sim, aqui não tem ninguém então somos os melhores amigos de sempre, por falar em melhores amigos se você tem amor a sua vida ligue pra Alice
- Ok – ele resmungou e pegou o celular, colocando no viva voz

Eeeeeeeeeeeeed
Oi baixinha, tudo bem por aí
Claro que sim meu amor, porque não estaria?
Eu não sei, não queria ter te deixado aí sozinha
Anw bonitinho eu sei me cuidar, que lindo isso meu melhor amigo se preocupa comigo – eu podia jurar que ela estava piscando os olhos
Claro que eu me preocupo anã – ele riu – só não digo que te amo mais que a Bella porque ela está aqui comigo
Ela sabe que você me ama mais
CALA A BOCA – gritei e ri – Oi Allie
Oi Belitchaa – riu – como anda o noivado de vocês? Já encomendaram meu afilhado?
ALICE! – gritamos e ela gargalhou
Ok, ainda não eu entendo, mas não demorem quero ser uma madrinha logo e ah vocês contaram ao Emm, Rose e o Jazz?
Não e nem vamos contar, não por enquanto só você sabe disso – falei – E NÃO ABRA A BOCA
Ok idiota me deixa falar com meu cabeçudo
Seu nada – resmunguei – o cabeçudo é meu
Hey eu estou ouvindo – Ed se defendeu – fala baixinha
Só queria dizer que eu te amo e amo a Bellita, ah e se você a magoá-la mesmo que seja por uma coisa pequena eu corto relações com você, agora vou desligar, tchau casal e usem camisinha

- Ela desligou na nossa cara – Edward disse rindo – essa fadinha não existe, agora vem cá Bells, me abraça que eu estou com frio
- Sem chance Edward Cullen – eu não vou dar esse gostinho pra ele, não mesmo
- Por favor? – não faça essa cara Edward, resista Isabella não olhe pra ele, não olhe
- Ok – disse derrotada, ele riu e me puxou pra perto entrelaçando nossas pernas – Boa noite
- Nem um beijinho? – ele pediu, ri e beijei sua bochecha fazendo carinho no seu rosto perfeito – qual é Bella amigos também se beijam poxa
- Ah é? – desafiei e ele assentiu me aproximei devagar dele – Bom Cullen foi você que pediu – segurei sua nuca e o puxei pra mim, choquei nossos lábios com vontade, ele pareceu chocado com minha reação mais logo cedeu segurando nos meus cabelos e abrindo passagem com a língua, seu gosto era perfeito, era tudo o que eu desejava há tempos, nossas línguas brincavam de uma forma doce e sensual, nos separei e lhe dei um selinho demorado e uma mordida no lábio inferior – Boa noite Cullen – debochei e fechei os olhos deixando a inconsciência me dominar.

Cap. 3

EPOV

Bella era louca. A única explicação era essa. Mais não importava eu era apaixonado por ela de qualquer maneira, desde o primeiro momento que eu a vi eu senti que ela seria a mulher da minha vida, nos sempre fomos amigos, não queria forçar nada entre nós, mas aí chega ela com esse jeitinho me pedindo para fingir ser seu noivo, era a minha chance de tentar fazer isso dar certo e quem sabe fazer o noivado se tornar real? Meus pais e os pais dela sempre foram de acordo com que casássemos e uníssemos as famílias, só precisava que aquela bipolar entendesse que eu não queria ser apenas seu melhor amigo

- Bom dia dorminhoca – sussurrei beijando a pele exposta do seu pescoço, ela era tão linda, tão delicada, tão perfeita, tão minha
- Cinco minutinhos Edward, saia de perto de mim e me deixe dormir mais um pouco – dá pra ver que o humor dela não é algo bacana pela manhã, Bella odiava ser acordada
- Se você não levantar eu vou te beijar até você acordar
- Agora que eu não levanto mesmo – ela sussurrou e voltou a fechar os olhos, ela está me desafiando? Bom acho que essa é a oportunidade perfeita de vingá-la pelo ataque de ontem
- Está me desafiando Isabella? – ela continuou de olhos fechados, mas um sorriso debochado brincava em seus lábios – você vai se arrepender de me provocar assim – deitei em cima do seu corpo e prendi suas mãos acima da cabeça, rapidamente ela abriu os olhos me fitando com deboche, ela estava duvidando do que eu faria. Uma dica: nunca me desafie – Ainda está em tempo de desistir – sorri sarcástico
- Ainda está falando Cullen? Como você é devagar – ela revirou os olhos, lentamente abaixei para beijar sua testa, seu nariz, suas bochechas e por fim o canto da sua boca
- Quem é devagar Bella? – sussurrei roçando nossos lábios
- Você Edward, você é muito devagar – fui surpreendido quando seus lábios atacaram os meus, sem doçura alguma, era um beijo quente e apaixonado, o que estava acontecendo conosco? Parece que o controle estava fugindo, nosso autocontrole tinha ido pro espaço, o que me fez pensar será que ela me queria do jeito que eu a queria?
- Bella – sussurrei em meio ao beijo, ela pareceu despertar e me soltou rapidamente com uma expressão culpada no rosto
- Ai Ed me desculpe eu não devia ter feito isso, onde eu estava com a cabeça? Somos apenas amigos – ela disparou a falar e se desculpar
Apenas amigos.
Era bem pior do que eu pensava, ela não me queria, não do jeito que a queria, ela ainda queria ser a minha melhor amiga. Nada mais que isso. Aquelas duas palavras me desarmaram totalmente, não dava pra forçá-la a nada, eu continuaria seu amigo somente para estar ao seu lado, como sempre estive eu abriria mão da minha felicidade pela felicidade dela
- Tem razão somos apenas amigos – forcei um sorriso – isso acontece Bell, entendo que você está na seca e não resistiu ao charme do seu melhor amigo

BPOV

- Tem razão somos apenas amigos – como eu gostaria de poder gritar que eu não o queria como melhor amigo, mas não podia forçá-lo a nada, continuaria sendo sua melhor amiga de sempre, ficando ao seu lado como sempre estive, eu abriria mão de qualquer coisa, inclusive da minha felicidade para vê-lo feliz, acho que essa era a definição de amor. Querer a felicidade da pessoa amada, eu era capaz de fazer isso. Por mais que me custasse. - isso acontece Bell, entendo que você está na seca e não resistiu ao charme do seu melhor amigo – ele brincou e eu forcei um sorriso
- Boa noite Ed – acaricie seu rosto e virei para o lado, deixando que algumas lágrimas escorressem, adormeci pensando nele

Uma semana depois

- BELLAAAAAA – Alice gritou largando as malas no chão da sala, estávamos na casa dos meus “sogros” dormiríamos essa semana lá por causa da pentelhagem de Alice, ela sabia ser um porre quando queria – QUE SAUDADES – ela me agarrou num abraço sufocante beijando toda a extensão do meu rosto, sorri e retribui o abraço, também estava com saudades daquela piolha
- Eu também amiga, estava morrendo sem você
- É mentira maninha, Bella passou a semana muito bem com o cabeça – Emm disse divertido, lancei meu melhor olhar mortal em direção a ele, que sorriu amarelo e pegou as malas de Alice – Baixinha vou levar suas malas pra casa
- Claro Emm, obrigada – ela sorriu saltitante, Alice morava na casa ao lado da mansão dos Cullens, a casa de meus pais ficavam na rua de trás, ao lado da mansão dos Hale – Esme, Carlisle, quanto tempo – ela saltitou até eles e os abraçou, eles sempre a consideraram da família, alias todos nós éramos uma imensa família, no conhecíamos a tempos
- Estávamos com saudades querida – Esme disse docemente, Alice sorriu e se direcionou até Edward que estava sentado no sofá, ela pulou em cima dele o agarrando pelo pescoço e beijando a ponta de seu nariz, ele riu e a puxou pra mais perto, Edward e Alice sempre foram muito ligados, a relação que ele e ela tinham era quase como a que eu tinha com ele, a diferença é que Alice não é apaixonada por ele
- Eddie, Eddie, Eddieeee – ela cantarolou – senti tanto a sua falta
- Eu também baixinha – ele bagunçou seus cabelos repicados – comprei uma coisa pra você
- OMG – ela gritou – o que é? Mostra, mostra – ela quicava no colo dele como uma criança, Alice era bem infantil às vezes. Edward tirou do bolso uma caixinha branca com um laço rosa choque, os olhinhos dela já brilhavam e ela praticamente rasgou o embrulho de tanta empolgação
- Ai meu Deus isso é... PERFEITOOOO eu te amooo – comecei a rir enquanto ela mostrava a pulseira de ouro branco com milhares de pingentes de diamantes em formato de coração, Edward sabia agradar uma mulher
- Que bom que gostou – ele sorriu diante da felicidade dela – agora se me der licença – apontou sugestivamente para seu corpo pequeno ela riu e saiu de cima dele, estalando um beijo em sua bochecha
- Cadê o Jazz e a Rose? – perguntou curiosa
- Foram fazer alguma coisa que eu não sei bem, mas Rose disse que assim que chegar vai até a sua casa - expliquei
- Acho bom – sorriu – bom queridos vou em casa arrumar minhas coisas e ver meus pais, até loguinho – ela saiu saltitando pela porta com um sorriso imenso, doida.
- Alice é muito animada – Esme comentou rindo – essa menina não tem jeito
- Pobre Peter – Carlisle disse divertido
- Amor eu vou subir, você vem? – Edward perguntou passando os braços por meus ombros
- Ok, boa noite gente – cumprimentei e subi ao seu lado, desde aquele episódio no quarto evitamos tocar no assunto, ele não voltou a me provocar e eu também estava resistindo, no fundo estava magoada, mas quem disse que amar é fácil? Ainda mais quando se ama o melhor amigo, aquele cara que cresceu contigo e viu todas as fases toscas da sua adolescência sem graça, o cara que te deu o primeiro beijo, o cara que esteve com você durante sua primeira decepção amorosa, ele pertencia a mim de alguma maneira, mas só isso não bastava, não era o suficiente pra que ficássemos juntos.

E aí o que acharam? Continuo ou não?
Beijos da nati :*